Aconcagua Expeditions

Rotas de escalada Aconcagua

As 33 variações do Coloso

Por ser o Aconcagua um cerro de grandes dimensões, tem diferentes rotas de escalda com vários níveis de dificuldade. Conta algumas rotas normais, para pessoas sem demasiada trajetória e outras que só muito poucas pessoas no mundo tiveram a satisfação de escalar. As rotas são:

 

Rotas de escalda Aconcagua - Face Sul:

1 - Sun Line: foi escalada em 1988 por Slavko Sveticic e Milan Romih. Percorre a aresta Sul desde Portillo del Sargento Mas, passando pelo cerro Piramidal; graduação ED, VII, A3, 90°.
2 - Iugoslava ou Eslovena: escalada em 1982, encaminha-se ao cume Sul pelo pilar misto meridional. Só pode ser escalada a primeiras ou últimas horas do dia.
3 - Variação Polonesa: escalada em 1987, é a rota mais difícil do Aconcagua até a data, ingresso de 1.000 metros (V, 90°), diferente ao esporão meridional junto ao corredor Central.
4 - Variação Eslovena ou Iugoslava: une-se às francesas nas grandes Torres, escalada em 1982.
5 - Rota Francesa, La Pargot: a primeira na parede, percorre o esporão central. Campos a 4.900, 5.800, 6.400 e 6.700 m.s.n.m. Foi escalada em 1985.
6 - Variação Inferior Argentina: apruma um pouco a entrada da francesa, não considerá-la via implicaria desclassificar as outras. Escalada em fevereiro de 1992.
7 - Variação Superior Argentina: aberta na mesma ascensão que a anterior, abandona a Messner num esporão de V+.
8 - Saída Messner: desde a geleira superior se dirige à esquerda pela inclinação de 55° para um talvegue entre ambos cumes na aresta do Guanaco. Acham-se acampamentos a 5.200 e 6.100 m.s.n.m.
9 - Variação Japonesa: saída da francesa, detrás da geleira Superior vai para o cume Norte pelo esporão à direita de má rocha pouco marcada. Acampamentos a 5.200 e 6.100 m.s.n.m.. Subida pela primeira vez por um montanhista japonês.
10 - A Roleta-Russa: ataca os Seracs de frente (95°) e na geleira intermédio se une à central.
11 - Rota Central ou Fonrouge/Schonberger: subida pelo argentino José Fonrouge, atravessa de ponta a ponta a geleira intermédio e conecta com a francesa antes da barreira de Seracs, há acampamentos a 6.290, 6.400 e 6.800 m.s.n.m. A mais fácil da parede, mas as mais perigosa pelos desprendimentos da geleira Superior.
12 - Rota Direita Francesa: escalada pela primeira vez em 1985, vai desde a Central e ataca o esporão Sudeste. Une com a Argentina a 6.000 metros na geleira Superior.
13 - Rota Eslovena: é uma variação saída à Pasic em gelo (90°) e de VI em rocha. Em 1993, o argentino A. Randis representa uma variação à Central se elevando à esquerda anterior.
14 - Rota dos Argentinos ou de Pasic: escalada em 1966, a mais longa e menos comprometida da parede, há acampamentos a 4.800, 5.400, 6.000 e 6.400 m.s.n.m. Os Seracs unem a geleira dos Relinchos, também chamado Glaciar Pasic, com a geleira Superior.


33 rotas de ascenso Monte Aconcágua



Rotas de escalda Aconcagua - Face Este:

15 - Aresta Sudeste: desde Plaza Argentina se dirige ô geleira Pasic e ganha a aresta Este para se unir à rota da geleira Este. Desde Plaza Francia atravessando pelo Portezuelo Relinchos, em 1966.
16 - Dos Argentinos, Da geleira do este: foi escalado em 1978, discorre por toda a geleira do Este. A geleira não excede de 50° e se junta com o lado Este, neste ombro nasce uma parede de rocha rota de 400 metros com um primeiro largo exposto de V+.
17 - Glaciar dos Polacos: percorre o glaciar dos Polacos, tem uma inclinação de 40° e hoje se realiza desde Nido de Cóndores num dia, é a pérola para todo os esquiadores.
18 - Variação aos Polacos: atravessa a geleira pelo seu centro, eludindo os Seracs e chegando à aresta do Este.
19 - Direita para o Glaciar dos Polacos: foi escalada em 1961, discorre pela margem esquerda da geleira e tem similares dificuldades que a original.
20 -Variação Altoaragonesa: escalada em 1995, corredores que saem do glaciar do Polacos, com uma inclinação de 75° e passos de IV+; depois de um longo ladeamento aos 6.500 m.s.n.m. unem-se novamente com a Direita.


33 rotas de ascenso Monte Aconcágua



Rotas de escalda Aconcagua - Face Norte:

21 - Falso dos Polacos: longa travessia em diagonal desde os 5.900 m.s.n.m., em busca da normal entre Piedras Blancas e Independencia. Pode ser realizada ao invés. Para voltar no cume é uma rota fácil.

 

 

22 - Travessia desde Nido de Cóndores até Polacos: quase poder ser feita por onde a gente quiser, também em duas direções.
23 - Desde Berlim para os Polacos: assim é freqüente unir com a Direita para os Polacos antes do gargalo da garrafa.
24 - Face Norte: subida em 1986, desde Berlim fácil, mas difícil é achar o caminho entre corredores e torretas.


33 rotas de ascenso Monte Aconcágua



Rotas de escalda Aconcagua - Face Noroeste:

25 - Normal, Noroeste: a primeira rota da montanha e a mais concorrida, escalada em 1897 por Matthias Zurbriggen
26 - Direita: escalada em 1991. Desde acampamento Canadá se desvia para o esporão norte da parede oeste, transcorre a 650 metros da normal. Etapa rochosa (III) a 5.600 m.s.n.m. e corredor de 50°, conclui na entrada da Canaleta.
27 - Rota dos Guias de Mendoza: escalada em 1991, discorre pela direita da Normal e à esquerda da aresta Sudoeste, acampamentos a 5.150 e 5.750 m.s.n.m.


Rotas de escalada Aconcagua



Rotas de escalda Face Oeste:

28 - Aresta Oeste: sai do acarreio para se juntar ao grande acarreio, à direita do refúgio Antártida. Pasagens de má rocha para o cume Sul, há um acampamento a 5.200 m.s.n.m.

29 - Rota Mendocina, a rota da Tapia de Felipe: escalada em 1988, inicia-se pela aresta Oeste e busca o início do corredor de Esteban Escaiola para deixá-lo a mão esquerda e se enfrentar quase na vertical do cume com um estreito canal perigoso com barreiras de rochas e cascatas de gelo. Também pode ser iniciado desde Canadá, tem três acampamentos.

30 - Rota Esteban Escaiola: realizada em 1991, escalar uma escarpa ao sul de Plaza de Mulas e logo um culoir que passa os grades superiores da face e passar à direita para o cume Sul. Acampamento a 4.800 m.s.n.m.

33 rotas de ascenso Monte Aconcágua



31 - Lado SO, Rota Ibáñez/Grajales/Marmillod: escalada em 1953, desde o acarreio busca numa grande travessia o canal chave da face oeste, que percorre por várias caleiras até duas torres verticais primeiro e com ladeamentos à esquerda depois, até ganhar o Couloir Grajales que desemboca no lado Sul.

32-Variação da Aresta Sudoeste, Variação Zabaleta: em vez da Canaleta junto ao cerro Piramidal sob as torres da Marmillod, supera um dos grades de rocha descomposta até uma plataforma sob uma saliência, para desembocar no Couloir Grajales. Quatro acampamentos a 5.300, 5.500, 6.400 m.s.n.m. e outro entre o segundo e o terceiro a altura desconhecida.

33 - Rota dos Mendocinos, Variação dos Mendocinos: escalada em 1982, percorre a aresta Sul desde a quebrada do Sargento Mas e o cume do cerro Piramidal, para ganhar a aresta realiza um ladeamento e logo um esporão aéreo. Depois toma o couloir Grajales e faz um rapel desde o cerro Piramidal.


Rotas de escalada Aconcagua